A evolução na área de tecnologia de segurança é uma constante. Cada vez mais, os sistemas reativos dão lugar a sistemas proativos, resultando em maior eficiência e proteção para as empresas.

Mas, ao contrário do que se imagina, ao investir em novas tecnologias não quer dizer, necessariamente, que se esteja substituindo por completo o serviço do homem pelo da máquina. O que se deseja, na verdade, é explorar ao máximo os benefícios dos sistemas inteligentes para otimizar o trabalho dos profissionais envolvidos na área de segurança.

Imagine a seguinte situação: Um profissional de segurança caminha durante a madrugada pela área mais vulnerável da empresa que protege. Munido de um rádio e um equipamento que demarca os locais por onde passou, ele anda por uma área pouco iluminada e afastada. Até que escuta um barulho suspeito: o som do vidro de uma janela quebrando que é um sinal de que o local está sendo invadido.

Agora ele precisa decidir se vai até o local e se arrisca, pois a pessoa pode estar armada e reagir. Se aciona as equipes pelo rádio, mas chama a atenção do suspeito e se coloca em risco até que os reforços cheguem. Ou ainda, se foge do local, deixando-o vulnerável à ameaça.

Nenhum lugar está livre de situações como essa, e riscos assim poderiam facilmente ser evitados com a ronda virtual. Mas, você sabe como ela funciona?

O QUE É A RONDA VIRTUAL?
A Ronda Virtual consiste em observar as imagens do local protegido por meio das câmeras instaladas nele, observando qualquer alteração, para checar se está tudo em ordem.

O processo é remoto e conta com câmeras estrategicamente posicionadas, proporcionando a visualização segura de áreas importantes da empresa. Diferente do exemplo acima, no caso de alguma movimentação suspeita, a ronda virtual permite que o operador acione a emergência rapidamente e sem se colocar em risco.

RONDA VIRTUAL AUTOMATIZADA
A evolução da tecnologia tem aberto espaço para sistemas de monitoramento de imagens cada vez mais proativos. Com câmeras de segurança bem posicionadas e conectadas a um software de videomonitoramento, o agente consegue criar uma ronda eletrônica em horários pré-determinados, por exemplo. Assim é possível visualizar as imagens das câmeras em janelas do software, com trocas automáticas dessas imagens.

VANTAGENS DA RONDA VIRTUAL
Softwares de monitoramento de imagens que permitem a realização de ronda virtual otimizam o trabalho dos profissionais da área de segurança, reduzem deslocamentos desnecessários e custos em geral. Além disso, o uso de um sistema também facilita a geração de relatórios, por fornecerem horários, tempo de permanência no local e dados do agente que esteve presente no monitoramento.

REDUZA CUSTOS
Para que uma portaria não fique vazia na realização de ronda física, por exemplo, são necessários pelo menos dois vigilantes, que atuam em rodízio, aumentando significativamente o custo em segurança. O investimento em câmeras, sensores e softwares permitem que equipes mais enxutas cubram áreas cada vez maiores, com vigilância em tempo real e otimizando o trabalho dos operadores.

TENHA MAIS EFICIÊNCIA
Além da área de cobertura, a ronda virtual usa equipamentos eletrônicos e sistemas proativos que não são prejudicados por condições que limitam a ação humana, como sono, questões climáticas e medo.

DIMINUA O RISCO DE FRAUDES
Com a ronda virtual não há o risco de fraudes. Os registros constantes, a emissão de relatórios detalhados e informações em tempo real impedem casos de operadores que burlam o sistema de monitoramento para não fazer o processo de vigilância como deveriam ou ainda, que facilitem propositalmente a ação de criminosos.

NÃO COLOQUE VIDAS EM RISCO
Relatos de vigilantes que foram rendidos enquanto faziam as rondas e até situações mais graves colocam em risco a vida desses profissionais e ainda deixa o patrimônio vulnerável às ameaças. Um risco que pode ser evitado com as rondas virtuais.

Agora que você conhece todas as vantagens de optar pela ronda virtual, entre em contato com a SIS do Brasil, empresa referência no mercado em segurança eletrônica.